Anúncios

love 04

“Se eu fosse muito atraente, maluco ou enrugado,
Mal educado, torto, grosseiro, de voz áspera,
desprezado, reumático e frio,
Espesso, estéril, magro e sem suco,
Então, você deve pausar, pois não fui para você
Mas sem defeitos, por que me abominam?”

“Ofereça-me discurso, encantarão o teu ouvido,
Ou, como uma fada, viaje pelo verde,
Ou, como uma ninfa, com longos cabelos desarticulados,
Dança nas areias, e ainda não tem visto:
O amor é um espírito todo compacto de fogo,
Não é grosseiro para afundar, mas leve, e irá aspirar.”

O BEIJO

Eu esperava que ele me amasse,
E ele beijou minha boca,
Mas eu sou como um pássaro atingido
Isso não pode chegar ao sul.

Pois eu sei que ele me ama,
Esta noite meu coração está triste;
Seu beijo não foi tão maravilhoso
Como todos os sonhos que tive.

Das criaturas mais justas, desejamos aumentar,
Para que a rosa da beleza nunca mais possa morrer,
Mas, como o devastador deve, por tempo, morrer,
Seu terno herdeiro pode suportar sua memória:
Mas você se contraiu aos seus próprios olhos brilhantes,
Alimente a flama da sua luz com um combustível auto-substancial,
Fazendo uma fome onde a abundância reside,
Seu próprio eu, seu próprio ego, é cruel demais:
Você que agora é o ornamento fresco do mundo,
E apenas o herdeiro da primavera chata,
Dentro do seu próprio broto, seu conteúdo,
E, engorda, engolir em pedaços:
Pity the world, ou então essa glutão seja,
Para comer o mundo devido, pelo túmulo e para ti.

Anúncios

love 02

triste

Contra meu amor será como eu sou agora,
Com a mão prejudicial do tempo esmagada e destruída;
Quando as horas drenaram seu sangue e preencheram sua testa
Com linhas e rugas; quando sua jovem manhã
Viajou para a noite escarpada da idade;
E todas aquelas beldades das quais agora ele é rei
Estão desaparecendo ou desapareceram da vista,
Tirando o tesouro de sua primavera;
Por esse momento, agora fortaleço
Contra a faca cruel da idade confusa
Que ele nunca deve cortar da memória
A beleza do meu doce amor, embora a vida do meu amante:
Sua beleza deve ser vista nessas linhas negras,
E eles viverão, e ele neles ainda verde.

 

neste natal

poema-de-natal-1

Que neste Natal,
eu possa lembrar dos que vivem em guerra,
e fazer por eles uma prece de paz.

Que eu possa lembrar dos que odeiam,
e fazer por eles uma prece de amor.

Que eu possa perdoar a todos que me magoaram,
e fazer por eles uma prece de perdão.

Que eu lembre dos desesperados,
e faça por eles uma prece de esperança.

Que eu esqueça as tristezas do ano que termina,
e faça uma prece de alegria.

Que eu possa acreditar que o mundo ainda pode ser melhor,
e faça por ele uma prece de fé.

Obrigada Senhor
Por ter alimento,
quando tantos passam o ano com fome.

Por ter saúde,
quando tantos sofrem neste momento.

Por ter um lar,
quando tantos dormem nas ruas.

Por ser feliz,
quando tantos choram na solidão.

Por ter amor,
quantos tantos vivem no ódio.

Pela minha paz,
quando tantos vivem o horror da guerra.

Felicidade 1

Felicidade…
Um sorriso demonstra felicidade …
Felicidade se aprende…. por isso que um criança nasce sem dentes …
Uma das coisas que são mais facil … de ser ter ….. que se aprende rápido …
Pois cada um eh feliz do seu jeito …
Pois ela é sua, não é sua não eh de ninguem …
Você comanda a sua alegria ….
Tem uns que são …. felizes …
Comsigo mesmo….,
Amando a outros ….
Ou até mesmo matando outros….
Tudo tem seus extremos …

Ser feliz é tão bom …
Difícil é manter …
Pior ainda … se vocé é muito feliz…. e se decepciona….
Isso eh triste…
Ficar procurando sorrisos para colocar no rosto….
Para não transparecer … suas tristezas… é muito difícil….
Mas é necessário … para não demonstrar fraqueza …

Confesso… que já passei por isso…
E não eh bom… tento recomeçar, mais não consigo…..
Engraçado….
Quando pequeno, não via a hora que todos os meus dentes de leite caissem ….
Pois ia se tornando cada vez mais homem ….
Hoje … um homem … com responsábilidades … e uma felicidade ferida ….
Pois bem … uns dos únicos desejos que tenho … atualmente … é de ter de novo meus dentes de leite ….
Para que todos caíssem novamente …. levando consigo … tudo de ruim … que possuo em mim …
E que ao nascerem … renovasse minha felicidade … me presenteando com um novo sorriso …
Passo a passo … dente por dente …
Voltando a ser feliz novamente.

Meu-postador
%d blogueiros gostam disto: